Aceitar!

Este website utiliza cookies para assegurar uma melhor experiência no nosso website. Saber Mais

pt
en

informações

214 124 300

Temas de Saúde

Pandemia de Gripe Sazonal

David Queimado Nogueira (Médico de Medicina Geral e Familiar) . 11/01/2017

A gripe atribuível ao vírus influenza trata-se de uma doença que há muito nos acompanha. As perdas estimáveis quando as mutações na estrutura viral são consideráveis, remetem-nos à memória da extrema gravidade de pandemias de gripe do passado.

Tendo em consideração o estado atual da pandemia de gripe, a capacidade da produção de vacinas sazonais e a potencial capacidade de dispor de uma vacina contra a gripe pandémica, as metas definidas pela Organização Mundial de Saúde para os diversos países deverão ser adotadas como parte de uma estratégia que vise proteger a integridade do sistema de saúde, reduzir a morbilidade e mortalidade e reduzir a transmissão do vírus na comunidade.


As políticas de vacinação face à gripe pandémica fundamentam-se, em parte, em provas científicas conhecidas sobre a vacina sazonal recomendada, tão prontamente esta se verifique disponível, aos grupos considerados, classicamente, de risco (pessoas com idade igual ou superior a 65 anos; doentes crónicos e imunodeprimidos, com 6 ou mais meses de idade;grávidas; profissionais de saúde).
Não se espera, porém, que a vacina da gripe sazonal afira proteção face à gripe pandémica. Deve ser sempre procurada a opinião do médico devendo a decisão a respeito da vacinação ser resultado de uma reflexão pessoal, sempre ponderada com base nestas evidências e na avaliação do risco.


Quem revele sintomas de gripe deve repousar no domicílio, não se agasalhar demasiado, tomar medicamentos para a febre (paracetamol) e contactar um médico em caso de doença crónica ou se os sintomas se prolongarem ou agravarem. É importante o dispor de termómetro no domicílio a fim de monitorizar a temperatura corporal. A utilização deantibióticos apenas se justifica se prescritos pelo médico. É, ainda, de importância maior, a ingestão de líquidos mantendo a hidratação, reduzir o contacto com outras pessoas, lavar frequentemente as mãos, usar lenços de papel e proteger a boca com lenços ou com o antebraço a fim de evitar a continuidade da transmissão do vírus.


Mal-estar geral profundo, febre intensa ou súbita, calafrios, tosse, cansaço ou falta de apetite são sintomas que poderão indicar a existência de gripe.

Se a sintomatologia se prolongar mais do que sete a nove dias e se esse prolongamento não for acompanhado por uma diminuição da febre,será sempre necessária a consulta médica.

Partilhar este artigo